Guabi Natural

Criando uma rotina de exercícios - Cães de pequeno porte.

Exercícios < 10 de janeiro de 2019

Cães de pequeno porte normalmente são considerados como pets que não requerem muita dedicação com atividades físicas, mas isso não é verdade!

Tão importante quanto para qualquer outro ser, manter o corpo em movimento e com atividade física regular traz muitos benefícios à saúde física e mental do seu pet, seja ele de porte pequeno ou grande. O facilitador é que cães de pequeno porte precisam fazer mais esforço para percorrer determinada distância do que um cão de porte maior, por isso aparentam precisar de menos atividades.

 

Agora que você já entende a necessidade de atividades físicas regulares para o seu pet de pequeno porte, vamos ajudar a estabelecer uma rotina de exercícios especial para ele:

 

Esse programa de treinamento foi elaborado pensando em um cão adulto de pequeno porte (a partir de 10 meses de idade), saudável, não praticante de atividade física regular e com condição corporal adequada ou ligeiramente acima ou abaixo do ideal. Situações de obesidade, magreza excessiva, doenças metabólicas ou articulares só devem fazer atividade física com a liberação do Médico Veterinário. Serão de seis a oito semanas de preparação, que podem ser ajustados de acordo com as necessidades individuais de cada pet.

O ideal é treinar pelo menos três vezes por semana, em dias alternados. Não deixe tudo para o final de semana, pois ele ficará sobrecarregado e o condicionamento não será eficiente!!

Mas lembre-se: o condicionamento físico vai depender muito de cada animal, observe atentamente os sinais de cansaço do seu cão e nunca exceda os limites.

 

Abaixo, vamos considerar o tempo de exercício, se o seu cão gosta de farejar, fazer suas necessidades, interagir com as pessoas, reserve cerca de 5 minutos adicionais no início para isso e então comece a contar o tempo da atividade física, combinado?

 

 

  • 1ª semana (15 a 20 minutos):  Caminhada em ritmo constante. Mostre para o seu cão que vocês estão realmente se exercitando e não apenas passeando, o ritmo deve ser firme e constante, adequado ao físico do cão, nessa primeira semana, você vai ajustar a sua passada com a dele, para que mantenha um ritmo constante, sem galopar, mas também sem parar ou diminuir muito a passada.

 

  • 2ª e 3ª semana (20 minutos): Intercalar 5 minutos de caminhada + 10 minutos de caminhada rápida* + 5 minutos de caminhada. *Vamos considerar caminhada rápida aquele ritmo que o cão não tem muito tempo para olhar para os lados ou cheirar o chão, o movimento das suas patas é constante, e tem bom alcance, não deve estar galopando. A respiração começa a ficar um pouco mais intensa e talvez comece a colocar a língua para fora, mas sem estar salivando muito.

 

  • 4ª e 5ª semana (25 a 30 minutos): Intercalar 5 minutos de caminhada + 10 minutos de caminhada rápida + 5 minutos de caminhada + 5 minutos de caminhada rápida (se nota que o pet está bem, finalizar com 5 minutos de caminhada leve).

 

  • 6ª a 8ª semana (30 a 50 minutos): Intercalar 5 minutos de caminhada + 10 minutos de caminhada rápida (um pouco de corrida ou trote pode ser adicionado nesse período) + 5 minutos de caminhada + 10 minutos de caminhada rápida + 10 a 20 minutos de caminhada.

 

Caso você não seja adepto da corrida, não tem problema! É só manter o ritmo e aumentar um pouco a duração, o resultado será excelente também.

 

Agora que você e seu cãozinho já saíram do sedentarismo, poderão desfrutar de uma vida mais longa e mais saudável!

 

Como você já sabe como criar uma rotina de exercícios para o seu cão, clique aqui e saiba como alimentar corretamente o seu pet!

Dra. Camila Sakavicius

Médica Veterinária Especialista em Comportamento Animal



Animais, atividades, bem-estar, cachorro, cão, condição corporal, dicas, exercício, pet, qualidade de vida, saúde