Bem-estarExercícios

Regras básicas ao praticar atividade física com seu cão

Falamos muito sobre atividades físicas com cães e estimulamos muito essa prática. No entanto, é preciso tomar alguns cuidados e seguir algumas regras para que isso seja apenas benéfico e não coloque seu pet ou qualquer outro ser em risco. Vamos a elas:

Com o seu pet: 

–   Certifique-se que ele não tenha nenhuma doença ortopédica, cardíaca ou metabólica que contraindique a prática de atividades físicas. O ideal é sempre ter o aval do Médico Veterinário responsável por ele.

–   Jamais coloque seu cão em risco, portanto, sempre use coleira e guia de boa qualidade e confiabilidade, certifique-se que esteja ajustado e que não corra o risco de escapar, mesmo se o cão fizer o movimento para trás.

–  Cães estão sempre descalços! Então, se o dia estiver ensolarado e vocês estiverem no asfalto ou calçada, certifique-se que a temperatura do chão não esteja excessiva. Coloque suas mãos no chão e faça alguma pressão, se não aguentar ficar por alguns segundos, certamente a temperatura do solo está inadequada. Usar calçados ou sapatinhos para pets não é uma boa opção, por mais que pareça que vai proteger de eventuais queimaduras, não é confortável para os cães. Cães têm glândulas sudoríparas nos coxins (almofadinhas das patas) e não devem estar com as patas revestidas. Prefira, sempre que possível, locais gramados, que tendem a ter a temperatura mais agradável ao toque.

–  Busque sempre sair em horas mais frescas do dia, dias muito quentes ou ensolarados podem superaquecer os cães e causar consequências desastrosas, especialmente para cães de focinho mais curto. Prefira logo cedo pela manhã ou então no final do dia ou noite.

–  Espere cerca de duas horas após a refeição para iniciar as atividades físicas. Alguns cães podem precisar de mais tempo, você pode ajustar isso de acordo com a reação de cada cão.

–  Tenha sempre água a disposição, ofereça eventualmente, mas não insista caso ele não queira, alguns cães não se sentem bem ingerindo nada se estiver com a temperatura corporal muito alta. Aguarde a respiração ficar mais tranquila e ofereça novamente.

–  Fique sempre MUITO atento aos sinais do cão! Se ficar ofegante demais, se parecer tonto ou cambaleante, se notar língua ou mucosas arroxeadas é sinal que o esforço está sendo muito grande! Descanse em um local mais fresco, espere ele se recompor e só assim prossiga. Se esse tipo de acontecimento se repetir mesmo com esforço pequeno, investigue se há algum problema mais grave, consulte o Médico Veterinário.

Com o seu pet e com os outros:

–  Mantenha a carteira de vacinação atualizada e controle de parasitas externos e internos em dia, assim previne a transmissão ou aquisição de alguma doença nos passeios.

–  Evite encontros com cães que você não conhece, nem sempre outros cães estão dispostos a interagir de maneira cordial. Não permita aproximação de imediato. Encare a saída como um momento de fazer atividade física com o seu cão, e só faça contato com outros se estiver bem claro que ambos estão dispostos, e seus tutores também! O mesmo vale para a interação com pessoas desconhecidas, nem todos estão dispostos a interagir com o seu cão naquele momento.

–   Leve sempre saquinho para recolher as fezes do seu cão. Manter o espaço limpo é dever dos humanos!

Com isso, praticar atividades físicas com seu pet será muito mais divertido, levando a uma vida mais longa e saudável!

Médica Veterinária Especialista em Comportamento Animal

Dra. Camila Sakavicius

Fique por dentro dos novos conteúdos do nosso blog

Deixe uma resposta

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

Relacionados